OAB no Rádio debate problemas da advocacia no Oeste baiano

Os problemas enfrentados pela advocacia fdo Oeste baiano foram debatidos no OAB no Rádio desta terça (15). Para falar sobre o assunto, o programa recebeu o presidente da OAB de Barreiras, Alessandro Brandão. Realizado em parceria da OAB-BA com a Rádio ALBA, o programa é apresentado por Luiz Ganem e vai ao ar na Rádio ALBA e no perfil da OAB-BA no Instagram, sempre às terças e sextas-feiras, às 9h.  Ao falar sobre os obstáculos enfrentados pela classe, Alessandro destacou a falta de magistrados como um problema crônico, enfrentado, sobretudo, pelas comarcas do Oeste baiano. "Desde 2016, ano em que assumi a presidência da subseção, temos enfrentado muitas dificuldades junto ao Tribunal de Justiça da Bahia. No Oeste, então, os problemas são ainda mais graves, em função da falta de juiz. Advogar aqui, adaptando Luiz Viana, é estar abaixo do inferno", destacou.  Além da falta de magistrado, Brandão destacou a dificuldade de acesso à internet e a chegada da pandemia como problemas que afetaram diretamente a advocacia do interior. "A pandemia elevou ao máximo nossos problemas. Vários colegas passaram por dificuldades extremas", lamentou. Mas nem tudo é crítica. Segundo o presidente de Barreiras, a expectativa, a partir de agora, é que haja uma melhoria na prestação jurisdicional do interior, em função do estreitamento da relação com o TJBA, diante da atuação da gestão da OAB-BA, e da contratação de novos magistrados pelo tribunal.   "A chegada de 20 novos juízes, com certeza, vai melhorar o exercício da advocacia e a prestação jurisdicional em Barreiras", disse. Ainda segundo Brandão, a esperança é que a chegada dos novos juízes diminua o índice de 85% processos "represados" na comarca. "A gente espera que, com a chegada desses novos magistrados, esse número possa reduzir", pontuou.  Sobre a atuação da OAB-BA na pandemia, Brandão parabenizou a atual gestão pelo relacionamento junto ao TJBA e no acolhimento à classe. O advogado também destacou o trabalho de descentralização desenvolvido pela instituição nos últimos anos. "Desde a gestão de Luiz Viana, houve uma descentralização da Ordem, com a construção de novas sedes para as subseções. Isso foi algo extraordinário, que mudou avida da advocacia do interior", concluiu.
15/06/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia