Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Diretoria de magistrados com filhos especiais busca criação de Grupo de Trabalho e Estudo no CNJ

A Diretoria de Política Institucional e de Apoio para Magistrados com Filhos Especiais realizou, nesta última quarta-feira (6), em Brasília, novo encontro para estabelecer o andamento de seus trabalhos. A diretoria, conduzida pela presidente da Associação de Magistrados da Bahia (Amab), Elbia Araújo, informou aos demais integrantes o sucesso do último encontro com o presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Dias Toffoli. A comitiva da diretoria que esteve com o ministro propôs a criação de um Grupo de Trabalho e Estudo junto a CNJ com objetivo de editar resoluções dotando a possibilidade de teletrabalho parcial, lotação/remoção provisória, pagamento de indenização de férias para ajudar nas despesas de filhos especiais, além seminários sobre o tema. “Ficaremos na expectativa da criação deste Grupo de Trabalho do CNJ para que possamos debater em conjunto sobre propostas que beneficiam aos Magistrados pais de filhos especiais. Esperamos agora que os demais membros e a AMB abracem esta causa”, disse. A coordenação informou ainda que foi entregue um ofício ao CNJ informando que a Diretoria busca estabelecer uma rede de acolhimento aos juízes com filhos especiais, que enfrentam situações peculiares e necessidades específicas. Outro plano da Diretoria é a realização de um Seminário focado nesta causa. “Será uma oportunidade para que os Magistrados possam compartilhar experiências e propostas de como lidar com processos que dizem respeito as pessoas especiais, entre outros assuntos”, declarou. Também participaram da reunião desta quarta-feira, o diretor-adjunto, Ezequiel Turibio e a desembargadora do TRT da 5ª Região, Graça Boness.
07/02/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia